Projeto Hitchcock: Sabotador (1942)

30/04/2011

“A única forma de me livrar de meus medos é fazer filmes sobre eles” Alfred  Hitchcock

Crédito: TCF

1942. Um ano extremamente importante para o mundo e para os Estados Unidos. O país acabara de entrar na Segunda Guerra Mundial, por causa do ataque a Pearl Harbor pelos japoneses. Ela já durava um ano e meio e não havia nenhuma previsão para seu fim quando Sabotador, o primeiro filme de Hitch com um elenco totalmente americano, foi lançado. Era uma das várias evidências que o conflito já havia chegado a Hollywood, embora esses suspense não seja um filme de guerra.

Pode-se considerar Sabotador, pelo menos até certo ponto, como um filme de propaganda, servindo para divulgar certos valores bem quistos pela nação em que o longa foi produzido. Correspondente Estrangeiro, de 1940, até continua alguns traços de propaganda, mas que só ficam mais nítidos já no final do filme. É com Sabotador que Hitch expõe as suas opiniões sobre a Guerra pela primeira vez. Ele retornaria ao tema novamente (só que de maneira bem mais direta) com Um Barco e Nove Destinos e dois curtas, Bon Voyage e Aventure Malgache. Continue lendo »


Projeto Hitchcock: Os 39 Degraus (1935)

19/03/2011

“Dê-lhes prazer – o mesmo prazer que têm quando acordam de um pesadelo”  Alfred Hitchcock

Crédito: Doctor Macro

Vários especialistas de Hitchcock consideram Intriga Internacional o filme que melhor resume a obra do cineasta nos Estados Unidos. Quanto à sua fase britânica, existe um igual consenso entre os estudiosos: trata-se de Os 39 Degraus. E eles tem toda a razão, já que este filme é como se fosse um apanhado de várias ideias desenvolvidas pelo Mestre nas décadas de 20 e 30, as suas primeiras na direção.

Primeiramente, temos a temática que pode ser aplicada a quase todos os seus filmes: a do homem acusado injustamente de um crime. Aqui, tal homem é Richard Hannay (Robert Donat). Ele abriga temporariamente em sua casa uma mulher, que se revela uma espiã. Quando ela é assassinada, a polícia, sempre equivocada nos filmes de Hitch, passa a perseguir Hannay pelo crime. Então, ele faz uso da única pista deixada pela espiã, e viaja até a Escócia, com o propósito de limpar o seu nome. No caminho, conhece Pamela (Madeleine Caroll), uma moça que acaba por ajuda-lo, mesmo que tenha duvidado de sua inocência no início. Continue lendo »