Projeto Hitchcock: O Homem Errado (1957)

30/06/2011
“Quando um ator quer discutir o seu personagem comigo, eu digo: ‘Está no roteiro’. Se ele diz, ‘Mas qual é a minha motivação?’, eu respondo, ‘Seu salário’ ” Alfred Hitchcock

Créditos: A Fan Apart

O Homem Errado sempre se destacou da filmografia de Hitchcock como “o filme baseado em uma história verdadeira”. Realmente, o fato da maioria dos acontecimentos mostrados na obra terem acontecido de verdade foi o aspecto que o cineasta mais levou em conta na hora de filmá-lo, mas ele não deveria nunca se limitar a essa descrição. Afinal, O Homem Errado funciona tão bem como mais um suspense de Hitch que pouco importa se o filme é baseado em fatos ou não.

O homem do título é ‘Manny’ Balestrero (Henry Fonda), um músico de um dos clubes mais sofisticados de Nova York, o Stork Club. Ele vive uma vidinha pacata com sua esposa, Rose (Vera Miles, que faria ainda Psicose com Hitchcock) e seus dois filhos, até que, quando vai pedir dinheiro a uma agência de seguros para pagar um tratamento dentário de sua mulher, é confundido com um criminoso por uma atendente. Incapaz de provar sua inocência, ele é preso, o que vai ter graves consequências para ele mesmo e para sua família. Continue lendo »


Projeto Hitchcock: Os 39 Degraus (1935)

19/03/2011

“Dê-lhes prazer – o mesmo prazer que têm quando acordam de um pesadelo”  Alfred Hitchcock

Crédito: Doctor Macro

Vários especialistas de Hitchcock consideram Intriga Internacional o filme que melhor resume a obra do cineasta nos Estados Unidos. Quanto à sua fase britânica, existe um igual consenso entre os estudiosos: trata-se de Os 39 Degraus. E eles tem toda a razão, já que este filme é como se fosse um apanhado de várias ideias desenvolvidas pelo Mestre nas décadas de 20 e 30, as suas primeiras na direção.

Primeiramente, temos a temática que pode ser aplicada a quase todos os seus filmes: a do homem acusado injustamente de um crime. Aqui, tal homem é Richard Hannay (Robert Donat). Ele abriga temporariamente em sua casa uma mulher, que se revela uma espiã. Quando ela é assassinada, a polícia, sempre equivocada nos filmes de Hitch, passa a perseguir Hannay pelo crime. Então, ele faz uso da única pista deixada pela espiã, e viaja até a Escócia, com o propósito de limpar o seu nome. No caminho, conhece Pamela (Madeleine Caroll), uma moça que acaba por ajuda-lo, mesmo que tenha duvidado de sua inocência no início. Continue lendo »