Projeto Hitchcock: O Inquilino (1927)

29/01/2011

“Não sou contra a polícia; só tenho medo dela.” Alfred Hitchcock

Créditos: Full Halloween

Atenção! A resenha a seguir contém detalhes importantes do filme em questão. Se você não viu o filme e não quer ter a surpresa estragada, não leia depois do corte!

O primeiro filme de Hitchcock – é assim que O Inquilino (The Lodger: a Story of The London Fog) é conhecido pelos fãs e reconhecido pelo próprio Hitchcock, não porque tenha sido o primeiro filme do Mestre (antes vieram The Pleasure Garden e The Mountain Eagle), mas porque seja o que inicia várias temáticas que seriam retrabalhadas posteriormente. É o primeiro suspense da carreira de Hitchcock, e o primeiro a trazer a situação do homem “inocente” sendo perseguido. Continue lendo »

Anúncios

Um post (no mínimo) por semana

27/01/2011

Decidi aderir a uma campanha bastante útil do WordPress, que é a do Post A Week (Uma Postagem Por Semana, em tradução livre). Ou seja, eu vou me comprometer a publicar PELO MENOS uma crítica por semana, para que o blog nunca fique inativo como ficou desde maio de 2010. A partir de agora, esse blog não para!

 


Projeto Hitchcock: A Mulher do Fazendeiro (1928)

25/01/2011

“Para mim, o cinema não é uma fatia da vida, mas sim uma pedaço de bolo” Alfred Hitchcock

Créditos: DVD Continental

Quem conhece a obra de Alfred Hitchcock e assiste a A Mulher do Fazendeiro pela primeira vez pode se surpreender ao descobrir que se trata de um filme do Mestre do Suspense. Afinal, o filme é uma comédia romântica das mais bobinhas. No entanto, apesar de não ser um filme relevante na carreira de Hitchcock, ele certamente tem várias qualidades, algumas que vão permanecer em suas produções posteriores.

A Mulher do Fazendeiro conta a história de Sweetland (Jameson Thomas), um agricultor que, após se tornar viúvo, decide se casar novamente. Orgulhoso, acredita que todas as mulheres do vilarejo onde vive vão cair a seus pés, mas na verdade ocorre a situação contrária: é rejeitado por todas as suas pretendentes. À medida que vai sendo humilhado pelas mulheres, o fazendeiro começa a perceber que sua empregada, Araminta (Lillian Hall-Davis), está apaixonada por ele. Continue lendo »


Volta do Cine Análise: Projeto Hitchcock

24/01/2011
Créditos: Grandes Mensagens

“Não há terror num murro, somente na antecipação dele.” Alfred Hitchcock

O Cine Análise está retornando em grande estilo! Depois de um período parado, o blog retorna com as críticas, mas dessa vez ele vem com uma abordagem mais específica. Nesse tempo em que fiquei parado, pensei em criar algum projeto que englobasse várias críticas, criando uma espécie de unidade e identidade para o blog. Sendo assim, cheguei à conclusão que uma das coisas que mais me daria prazer em realizar (e que ao mesmo tempo teria muita utilidade para os leitores) é resenhar a filmografia completa de um cineasta, que não só é meu diretor preferido, mas também é considerado um dos mais influentes da história: Alfred Hitchcock. Desse modo, nasceu o Projeto Hitchcock, que se inicia amanhã, dia 25, pontualmente às 20 horas da noite!

O objetivo aqui é observar desde os primeiros filmes do Mestre do Suspense até as suas obras-primas mais relevantes, para entender melhor a trajetória desse gênio do cinema e aprender um pouco mais sobre cinema, porque se tinha alguém que conhecia a sétima arte, este alguém era Hitchcock. Fiz uma pesquisa rápida na internet, e não encontrei um site em português que tenha reunido, em um só lugar, análises da filmografia completa de Hitch; a falta de tal material na rede também foi um dos motivos que me fez tocar para a frente este trabalho. Em razão de não ter encontrado alguns títulos dirigidos pelo cineasta em DVD, não poderei criticar TODOS os filmes do Mestre, mas já adianto que tenho um acervo bastante completo, com apenas algumas obras faltando em minha coleção. O Projeto vai seguir predominantemente a ordem cronológica de lançamento dos filmes. Ou seja, vamos começar pela fase britânica do Mestre, pouquíssimo conhecida e menos ainda discutida. Afinal, Hitchcock não começou sua carreira já realizando clássicos como Janela Indiscreta, Psicose e Os Pássaros

O blog vai continuar a postar críticas de outros filmes, mas a prioridade vai ser tocar o Projeto Hitchcock, que de nenhuma maneira é um trabalho rápido ou fácil. Mas acho que fazê-lo seria um diferencial do que é feito na internet em geral (comentar lançamentos do cinema), e espero que seja apreciado assim como eu vou apreciar. Bom, por enquanto, é isso. Então, até amanhã, com a crítica do filme A Mulher do Fazendeiro (The Farmer’s Wife)!